DIÁLOGOS

Tudo é questão de linha, não há diferença considerável
entre a pintura, a música e a escrita. Essas atividades
distinguem-se por suas substâncias, seus códigos e suas
territorialidades respectivas, mas não pela linha abstrata que
traçam, que se desenvolve entre elas e que as transporta em
direção a um destino comum. Quando se consegue traçar a
linha, pode-se dizer “isto é filosofia”, e não porque a filosofia
seria uma disciplina superior, uma sabedoria popular, uma raiz
definitiva que conteria a verdade das outras, muito pelo
contrário: é porque a filosofia nasce ou é produzida do fora
por meio do pintor, do músico e do escritor, cada vez que a
linha melódica arrasta o som, que a pura linha traçada arrasta
a cor, que a linha escrita arrasta a voz articulada. Não
há necessidade alguma de filosofia: ela é inevitavelmente
produzida ali onde cada atividade conduz sua linha de desterritorialização.
É preciso sair da filosofia, a qualquer custo,
justamente para conseguir produzi-la do fora. Os filósofos
sempre foram outra coisa, eles nasceram de outra coisa.”
“Tudo é questão de linha, não há diferença considerável
entre a pintura, a música e a escrita. Essas atividades
distinguem-se por suas substâncias, seus códigos e suas
territorialidades respectivas, mas não pela linha abstrata que
traçam, que se desenvolve entre elas e que as transporta em
direção a um destino comum. Quando se consegue traçar a
linha, pode-se dizer “isto é filosofia”, e não porque a filosofia
seria uma disciplina superior, uma sabedoria popular, uma raiz
definitiva que conteria a verdade das outras, muito pelo
contrário: é porque a filosofia nasce ou é produzida do fora
por meio do pintor, do músico e do escritor, cada vez que a
linha melódica arrasta o som, que a pura linha traçada arrasta
a cor, que a linha escrita arrasta a voz articulada. Não
há necessidade alguma de filosofia: ela é inevitavelmente
produzida ali onde cada atividade conduz sua linha de desterritorialização.
É preciso sair da filosofia, a qualquer custo,
justamente para conseguir produzi-la do fora. Os filósofos
sempre foram outra coisa, eles nasceram de outra coisa.

Categoria: Tag:

R$44,10

Autor: GILLES DELEUZE E CLAIRE PARNET
Tradutores: EDUARDO MAURICIO DA SILVA BOMFIM

Origem: NACIONAL
Editora: LUMME EDITOR
Edição: 1
Ano: 2017
Idioma: PORTUGUÊS
País de Produção: BRASIL
Altura: 18,00 cm
Largura: 12,00 cm
Peso: 0,230 kg
Complemento: NENHUM
Nº de Páginas: 200

Informação adicional

Peso 0.230 kg
Dimensões 1 × 12 × 18 cm